Chamada para trabalhos

A Segunda Conferência Internacional sobre Mobilidade Científica Transnacional se centrará no tema: Perspectiva geoestratégicas sobre colaborações e mobilidades científicas internacionais.

As pessoas interessadas estão convidadas a concentrar suas analises em torno das seguintes perguntas:

  • De que maneira as decisões políticas dos blocos, dos países e das instituições de educação superior e investigação promovem ou dificultam a cooperação e a mobilidade científica?
  • Quais são os efeitos das desigualdades e enviesamentos de desenvolvimento internacionais nas políticas públicas e institucionais de educação superior e científica?
  • Como se articulam globalização, neoliberalismo e internacionalização da ciência e da educação superior para promover novos esquemas de regulação da educação superior e da ciência?
  • Como contribuem as redes académicas, as associações científicas internacionais e os organismos de controle de qualidade na circulação internacional dos conhecimentos e dos modelos de governança para a educação superior e para a ciência?
  • Em que medida as diferenças individuais resultantes da interseção de marcadores sócio-culturais de diferença (raça, classe social, idade, gênero) modelam as experiências de internacionalização e mobilidade vivida pelos sujeitos?

Com base nessa agenda de reflexão, os eixos de discussão concernem principalmente:

  • Globalização, neoliberalismo e geoestratégia de internacionalização.
  • Hierarquias, assimetrias políticas e práticas convencionais e emergentes de cooperação científica internacional.
  • Internacionalização e governabilidade na educação superior.
  • Papel das diásporas, redes, agências e associações científicas globais na circulação internacional de ideias e de esquemas de gestão para a educação superior e da ciência.
  • Interseccionalidade e mobilidades académica e estudantil na educação superior.